No início da noite de ontem, o jornalista e apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, comunicou que está abandonando o Twitter.

Os motivos, Bonner escreveu na própria conta, são a maratona desgastante de Copa e Eleições e problemas de saúde – ele sofre de hérnia de disco e ontem não apresentou o JN porque estava “deitado na cama, bolsa de água quente nas costas, medicado com corticóides, sem condição de sair de casa”.

O seu perfil no Twitter é um dos mais acompanhados no Brasil. São mais de 516 mil seguidores, ou sobrinhos como ficou chamando os usuários, que por sua vez o chamavam de “tio”. Ganhou prêmios e revelou uma faceta diferente do apresentador sério do maior jornal televisivo do país, falando gírias e até deslizando no português.

Senhoras e senhores, 140 caracteres ou mais de sua atenção para o agradecimento mais profundo e sincero do Twitter (worldwide). Pelas risadas e sorrisos silenciosos que me proporcionaram, pelas manifestações de carinho que aglutinaram seguidores e me revigoraram. Pela paciência com que aguardaram desfechos de histórias intermináveis desse tio flooder assumido – e pelas amizades construídas por aqui.. Digo MUITO, MUITO OBRIGADO! De verdade e de coraçãoE, então, me despeço: até breve, até logo, até já. Divirtam-se com juízo. Mas divirtam-se, que é pra isso que esse troço serve, afinal. (…)Estão todos guardados no meu chip reservado a experiências inesquecivelmente ricas e prazerosas. Inté, tropa! Tenhamos todos BOAS NOITES.”

E foi assim que William Bonner se despediu – pelo menos por enquanto – do Twitter.

Anúncios