“O Facebook – maior rede social do mundo – aprovou um recurso responsável por melhorar a segurança online dos jovens que usam o site no Reino Unido. A ONG Centro de Proteção à Exploração Infantil Online (CEOP, na sigla em inglês) coordenou uma campanha para o uso do “botão do pânico”, que permite ser acionado para denunciar comportamentos suspeitos ou inapropriados na rede.

O serviço pode ser usado por usuários entre 13 e 18 anos de idades e oferece ainda conselhos e mensagens sobre segurança na internet. Uma mensagem automática será apresentada na página inicial do perfil de todos os usuários adolescentes do Facebook no país para que escolham por adicionar ou não o novo aplicativo.

A pressão sobre o site para que passasse a oferecer segurança específica para os jovens aumentou a partir do ano passado quando houve um caso em que um garoto de 17 anos foi seqüestrado, estuprado e assassinado por um homem que ele conheceu no Facebook. O criminoso se passou por adolescente da mesma idade.

Joana Shields, vice-presidente do Facebook para a Europa, Oriente Médio e África, comentou a novidade.

“Juntos, desenvolvemos uma forma de ajudar os jovens a permanecer online com segurança. Somente por meio do esforço constante e unido da indústria, polícia, pais e dos próprios jovens podemos todos ficar seguros online”.

Do Administradores